quinta-feira, 23 de abril de 2009

Curiosidade da Bíblia : "O Grande Eu Sou e os deuses do Egito"

Todos um dia já ouviram falar das pragas do Egito, quando Moisés tentou tirar por ordem de Deus o povo israelita escravizado no Egito.
Mas porque razão foi necessário as dez pragas sobre aquele povo? Qual era o recado de Deus para faraó e os egípcios?
O Egito na época de Moisés era a maior potencia em termos de governo, domínio e tecnologia. Um país avançado nas artes, na engenharia, arquitetura, administração e muito mais.
O Egito era governado por um faraó, mas os egípcios além de adorar ao faraó como uma encarnação do deus sol adorava também cerca de 2000 deuses.
Praticamente tudo que existia estava associado a um deus.
Então, Deus levanta Moisés para revelar sua glória ao Egito e a pergunta de Moisés foi: Senhor, quando me perguntarem seu nome o que é que eu digo?
E a resposta de Deus foi: "EU SOU O QUE SOU, EU SOU me enviou a vós" (Êxodo 3.14)
Em resumo, Deus estava falando que Ele era o grande Eu sou, Ele era tudo e nada podia ser comparado a Ele.
Então, quando Moisés apresentou o grande EU SOU a faraó, é óbvio que ele não iria acreditar que apenas um Deus, com um nome tão estranho pudesse vencer os cerca de 2000 deuses do Egito.
Então, Deus começa a mostrar seu poder sobre cada deus do Egito através das 10 pragas:

Primeira praga: As águas tornam-se em sangue
O rio Nilo era adorado pelos egípcios, aliás o Egito era considerado uma dádiva do Nilo.
Ele criam que os principais deuses governavam o Nilo e o principal era o deus Hâpi, criador de todas as coisas, que da lama do Nilo formou o homem.
Quando as águas do Nilo se tornaram em sangue por sete dias e toda vida do Nilo cessou, Deus derrotou a Hâpi.
Segunda praga: A praga das rãs
Os egípcios criam na deusa-Rã Heqt, a deusa da ressurreição. Porém ao invadir o Egito com rãs, Deus venceu Heqt, e a Bíblia fala que depois de orar para que cessasse a praga, as rãs foram juntadas aos montões e a terra cheirou mal, cheirou a morte. Onde estava então a deusa da ressurreição?
Terceira praga: A praga dos piolhos
O pó da terra se transformou em piolhos e isto foi considerado magia pelos egípcios, então os magos invocaram a Tot, senhor da magia, mas eles foram totalmente desmoralizados.
Quarta praga: A praga das moscas
O Egito adoravam a Ptah, como o criador de todas as coisas, inclusive das moscas, e toda a terra do Egito foi invadida pelas moscas, com excessão da terra de Gósen, onde o povo de Israel vivia. Deus guardou seu povo e derrotou a Ptah.
Quinta praga: A praga da peste nos animais
Alí Deus derrotou dois deuses em uma cajadada só. Derrotou Hathor, a deusa-vaca e derrotou Àpis, o deus-touro, aquele mesmo bezerro de ouro que os israelitas quiseram adorar depois.
Sexta praga: A praga da úlceras
Naquele momento, tanto homens como animais foram acometidos de furúnculos e sarnas e os magos clamaram com certeza a Imhotep, deus da medicina, mas este não pode fazer nada por eles, Deus o derrotou.
Sétima praga: A praga da Saraiva
Os céus do Egito se encheram de trovões e fogo, imaginem o desespero daquele que olhava para o céu. Foi aí que Deus mostrou que tanto Reshpu, controlador das chuvas e trovões, quanto Nut, deus-céu não tinham poder nenhum.
Oitava praga: A praga dos gafanhotos
Faraó confiava em sua força e na força de seu deus Min, protetor das lavouras, para  guardar seus celeiros, mas Deus derrotou a Min, enviando uma praga de gafanhotos que não deixou nem uma folhinha sobre toda a terra do Egito.
Nona praga: A praga das trevas
Por três dias o Egito ficou mergulhado em densas trevas, trevas que eram palpáveis de tão densas. A luz do Egito, representada pelos deuses Rá, deus-sol; Hórus e Aten, deuses solares, foi apagada. Deus derrotou a todos eles.
Décima praga: A morte dos primogênitos
Alí Deus derrotou a faraó, pois ele era considerado a encarnação de Osíris, o doador da vida e também a Ísis, deusa da vida. Nem Faraó, nem Ísis e nem Osíris puderam trazer os primogênitos de volta a vida. Deus é Senhor sobre tudo e todos.

Assim, Deus mostrou que Ele é o GRANDE EU SOU, aquele povo pôde ver que seus deuses eram completamente inúteis e que só há um Deus sobre toda a terra.
Assim diz o Senhor: "Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória pois a outrem não darei..." Isaías 42.8





7 comentários:

  1. Mana, mt bm este texto e o teu blog é ótimo, parabns.

    ResponderExcluir
  2. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo


    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  3. meu Deus, que texto interesante!!! Parabéns. a partir de agora vc tem um novo fã

    ResponderExcluir
  4. Foi uma das melhores análises interpretativas que ja li. parabéns. parabéns por seus conhecimentos e inteligência.

    ResponderExcluir
  5. Deus não muda e o justo vivera pela fe:yuo-tube

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo blog e pelo texto em apreço!!!
    Deus a abençoe com muita Graça!!!

    ResponderExcluir